sexta-feira, 14 de julho de 2017

Depois de votar contra o trabalhador e não pagar funcionários da Rádio Capital, Roberto Rocha lamenta novo valor do salário mínimo

O senador Roberto Rocha pensa que o povo do Maranhão é besta. Depois de votar a favor da reforma trabalhista de Temer, que aniquilou a CLT, e de deixar os funcionários da Rádio Capital à míngua, ele distribui release à imprensa, nesta sexta-feira (14), informando que o valor do novo salário mínimo, de R$ 979,00, deveria ser maior

“Ainda considero pouco para o trabalhador brasileiro. Deveria ser muito mais. O mercado está caro, a passagem de ônibus e as contas não param de subir. Ao sair da crise, o Brasil precisa rever os cálculos do salário mínimo”, argumentou Roberto Rocha.

Ora, se o senador não paga os funcionários da Rádio Capital há 11 meses, com o salário mínimo menor, como irá pagar com esse valor maior? Na verdade, o senador quer apenas fazer média com o trabalhador, depois de ajudar a sepultar a CLT, que acaba com conquistas históricas.

Ele mostra um desprezo muito grande pelos trabalhadores. É abominável esse tipo de comportamento de alguém que foi eleito agarrando-se na asa do avião da mudança, comandado pelo governador Flávio Dino.

Uma vez no poder, Rocha traiu a confiança do povo do Maranhão e se aliou às forças políticas que levaram o Maranhão ao atraso.

No momento em que o Brasil precisa de políticos corajosos, o senador tupiniquim alia-se à escória da política que deu o golpe e levou o país ao fundo do poço.

Às favas os interesses do povo do Maranhão.

Em tempo: os funcionários da Rádio Capital mandam um recado para o senador: “o mercado está caro, a passagem de ônibus e as contas não param de subir”.

Blog do Gilberto Lima