segunda-feira, 26 de junho de 2017

COM 60%, LULA DISPARA NAS INTENÇÕES DE VOTO NO MA

Ricardo Stuckert

Maranhão 247 - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva lidera as intenções de voto no Maranhão na corrida pela eleição presidencial de 2018, com 60% do eleitorado no estado. É o que aponta a pesquisa do instituto Exata.

Na segunda e na terceira colocação aparecem a ex-senadora Marina Silva (Rede) e o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), ambos com 11%. Em quarto lugar está o prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB), com 3%. Nenhum, brancos e nulos somam 6%. Os indecisos somam 3%.

O levantamento foi realizado entre 14 a 17 de junho, com 1.404 pessoas em todo o Maranhão. A margem de erro de 3.2 pontos percentuais para mais ou para menos e o índice de confiabilidade é de 95%.

Pesquisa Datafolha, divulgada nesta segunda-feira (26), apontou Lula na primeira posição em todos os cenários de primeiro turno, tendo entre 29% e 30% das intenções de voto. Bolsonaro aparece em segundo, empatado com Marina Silva (Rede-AC).

Quando disputa com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), o petista fica com 30% e o tucano fica na quarta posição, com 8%; Bolsonaro, com 16%, e Marina, com 15%.

No cenário com o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), Lula obtém 30% dos votos, e o prefeito aparece em quarto lugar, com 10% das intenções dos eleitores - Mariana e Bolsonaro alcançam 15% cada um.

O nome do senador Aécio Neves (PSDB-MG) não foi incluído na pesquisa. Ele foi, junto com Michel Temer, o principal alvo da delação da JBS. Ele foi gravado pedindo propina de R$ 2 milhões ao dono da empresa, Joesley Batista. O tucano tratou a propina como venda de apartamento.

O parlamentar também sugeriu escolher delegados da Polícia Federal para estancar a Operação Lava Jato, na conversa com o Joesley. O tucano também chama o ministro da Justiça, Osmar Serraglio, de "bosta do caralho" (veja aqui). Como consequência, foi acusado de obstrução judicial pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Um levantamento interno feito pelo PSDB apontou que 61% dos entrevistados defendem a expulsão dele; 37% acham melhor esperar o fim das investigações e 7% não se manifestaram.

Outra parte do levantamento feito pelo Datafolha, divulgado neste domingo (25), apontou que o PT é o partido com a maior popularidade do Brasil; com 18% da população, sendo a maior popularidade desde a segunda posse de Dilma Rousseff, em 2015. PSDB e o PMDB, que selaram uma aliança para em favor de um golpe parlamentar, aparecem empatados na segunda posição, com apenas 5%.