terça-feira, 7 de março de 2017

Empresário de Estreito é preso suspeito de aplicar golpe de mais de R$ 190 mil


Policiais da Delegacia de Polícia Civil em Estreito, em parceria com policiais civis do Estado do Tocantins, prenderam, nesta segunda-feira(6), o empresário Gledson Elias Costa, em cumprimento a um Mandado de Prisão Preventiva expedido pela Justiça.

O empresário é suspeito de aplicar um golpe de R$ 193 mil na cidade de Estreito, onde tem negócios. Segundo o delegado Felipe Madureira, da delegacia de Estreito, no fim do ano passado, o empresário adquiriu 199 bezerros em um leilão na cidade de Estreito, e pagou os animais com dois cheques, o primeiro do Banco do Brasil (em nome do adquirente) e um segundo, no mesmo valor, em nome da empresa Asa Norte Alimentos. Ainda de acordo com o delegado, depois ter o seu pagamento frustrado, a vítima procurou a delegacia onde “denunciou” o caso, que passou a ser investigado.

O delegado instaurou inquérito policial, cujas investigações apontaram que o primeiro cheque era falso e o segundo proveniente de um lote de cheques roubados da empresa Bonasa em Aguiarnópolis (TO).

Diante da descoberta, o delegado Felipe Madureira representou Mandado de Prisão Preventiva do empresário. Com o pedido policial atendido e a prisão decretadas, os policiais trataram de prenderam o empresário, que, ainda, foi encontrado com cheques roubados.

Felipe Madureira informou que o empresário Gledson Elias Costa será indiciado pelos crimes de estelionato, falsificação de documento público e receptação. Ele já se encontra à disposição da Justiça.

Do Imirante