quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

PARA DELEGADO DA LAVA JATO, MORTE DE TEORI FOI “ACIDENTE”. ISSO MESMO, ENTRE ASPAS


Um dos principais investigadores da Operação Lava Jato, o delegado federal Marcio Adriano Anselmo pediu a investigação "a fundo" da morte do ministro Teori Zavascki na véspera da homologação da colaboração premiada da Odebrecht; "Esse 'acidente' deve ser investigado a fundo", escreveu em sua página no Facebook, destacando a palavra "acidente" entre aspas

Paraná 247 - Um dos principais investigadores da Operação Lava Jato, o delegado federal Marcio Adriano Anselmo pediu a investigação "a fundo" da morte do ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal, na véspera da homologação da colaboração premiada da Odebrecht.

"Esse 'acidente' deve ser investigado a fundo", escreveu o integrante da força-tarefa em sua página no Facebook, destacando a palavra "acidente" entre aspas.

Anselmo afirmou que a morte de Teori é "o prenúncio do fim de uma era" e disse que ele "lavou a alma do STF à frente da Lava Jato". "Surpreendeu a todos pelo extremo zelo com que suportou todo esse período conturbado", destacou.

À Folha de S.Paulo, o delegado disse que o post foi um "desabafo pessoal". "Ele fez história", declarou.