quinta-feira, 20 de outubro de 2016

O desabafo de Flávio Dino sobre a UEMASUL



O governador Flávio Dino participou da abertura da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia na noite desta quarta-feira, 20, que pela primeira vez em 13 anos foi realizada na cidade de Imperatriz. Em seu discurso, ele fez um verdadeiro desabafo e classificou como espantoso que tenham pessoas que sejam contra a criação da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UEMASUL).

O Projeto de Lei para a criação da nova universidade da Região Tocantina já foi enviado para a Assembleia Legislativa, mas na ordem do dia de ontem não obteve quórum para ser aprovado e ainda sofreu críticas de alguns parlamentares. O fato revoltou deputados da região, como Marco Aurélio e Léo Cunha, e fez o governador se posicionar firmemente sobre o tema.

“Me programei para isso, de hoje sancionar a lei criando a UEMASUL. Elaborei o projeto de lei, e elaborei ouvindo os segmentos mais importantes, que é sua excelência, o povo. Na campanha eleitoral eu me comprometi em ampliar o ensino universitário no Maranhão. E para meu espanto, eu querendo dobrar o número de universidades no Maranhão tem gente contra. Isso é espantoso. Isso nunca aconteceu na história do Brasil”, desabafou o governador.

Flávio Dino continuou afirmando que esse é um sonho de gerações da Região e que ajudará muito o Maranhão a sair da última colocação em número de estudantes universitários.

“E eu tenho esperança que sempre o conhecimento triunfa. De modo que eu tenho viva a expectativa que esse sonho seja possível em breve. Porque isso significa um enorme salta de qualidade para a Região Tocantina. Significam mais cursos, mais vagas, mais mestres, mais doutores, porque nós teremos uma administração superior sediada aqui. Nós teremos orçamento sediado aqui. Nós teremos o colegiado e o conselho sediados aqui. E é uma medida de racionalidade gerencial. Isso não enfraquece a UEMA em nada. Rigorosamente nada. Isso apenas fortalece o Maranhão”, enfatizou.

O governador ainda disse não acreditar que alguém coloque os interesses corporativos a frente dos interesses do Maranhão e da população, e fez um apelo aos parlamentares para que aprovem o projeto, pois o objetivo do Governo do Estado é começar a implantar a UEMASUL já a partir do ano que vem. “E eu tenho expectativa que em breve eu vou poder retornar aqui a cidade de Imperatriz, congregar-me com todos aqueles da Região e aprovar essa lei tão logo ela seja aprovada pelos deputados”, finalizou.

Fonte: Blog do John Cutrim/Jornal Pequeno