domingo, 30 de outubro de 2016

DELATOR DIZ QUE LOBÃO PEDIU R$ 600 MIL EM PROPINA

Em seu depoimento como delator na Operação Lava Jato, Flávio Barra, que é ex-diretor da Andrade Gutierrez, deu detalhes do pagamento de propina ao ex-ministro Edison Lobão num esquema para construção da Usina de Belo Monte; informações são do colunista Lauro Jarim, em O Globo; Barra conta que encontro Lobão em Brasília e o então ministro de Minas e Energia pediu R$ 600 mil; o dinheiro foi entregue ao seu filho Marcio, no Rio de Janeiro

Maranhão 247 - Em seu depoimento como delator na Operação Lava Jato, Flávio Barra, que é ex-diretor da Andrade Gutierrez, deu detalhes do pagamento de propina ao ex-ministro Edison Lobão num esquema para construção da Usina de Belo Monte. As informações são do colunista Lauro Jarim, em O Globo.

No depoimento, Barra conta que encontro Lobão em Brasília e o então ministro de Minas e Energia pediu R$ 600 mil. O diretor disse que não tinha o dinheiro. O ex-ministro então disse que o dinheiro deveria ser entregue ao seu filho Marcio, no Rio de Janeiro.

O delator contou que foi ao apartamento de Marconi, na Avenida Atlântica, e entregou o dinheiro em mãos.